www.gutembergmoura.com.br

03/01/2020 - 07:38

Tião Couto "joga toalha" e anuncia que não será candidato a prefeito em 2020

O empresário e ex-candidato a prefeito Tião Couto (PR) afirmou ao blog que não será candidato a nenhum cargo eletivo nas eleições deste ano. Tião, em 2016, representou a classe empresarial e disputou a Prefeitura de Mossoró. Seu desempenho, apesar de perder para a então candidata Rosalba Ciarlini (PP), o projetou para novos embates. Mas o foco dele, este ano, é outro e disse que participará do pleito apenas como apoiador. Tião Couto passou a responsabilidade para seu ex-candidato a vice-prefeito, empresário Jorge do Rosário (PL), que tem se movimentado e deve colocar seu nome para análise popular este ano. Veja abaixo a conversa do blog com Tião Couto:

O senhor está decidido a não participar diretamente das eleições municipais?
Só apoiando. Estou muito ocupado. A empresa precisando muito de mim.

Nas eleições de 2016 o senhor apresentou um projeto alternativo, cujo modelo se pautaria em experiências empresariais bem sucedidas. Há espaço para o projeto este ano?
Sim, há. Acredito que podemos ir com o Jorge(do Rosário).

Como o senhor vê o projeto político de Mossoró atualmente?
Vejo que o povo escolheu a mesmice, por isso não tem trazido resultados.

É possível a união da oposição?
Não em sua totalidade, pois tem muitos projetos pessoais e partidários/ideológicos.

O PT já lançou a deputada Isolda Dantas como candidata. Isso não fecha portas para alianças?
Só vamos saber se o PT tem condições de lançar candidato mais na frente. Será que o governo vai estar bem para lançar Isolda?

O senhor segue filiado a algum partido político?
Ainda estou filiado ao PR.

Mudando de assunto, como o senhor analisa as noticias acerca da exploração dos povos maduros de petróleo?
É a única alternativa. A Petrobras não fará mais grandes investimentos em campos maduros.

Ainda tem como se ter novo cenário na área?
Sim, com vários operadores cada um operando do seu jeito, não como foi na década de 80.

Mossoró comporta um projeto administrativo que envolva política e aspectos empresariais?
Não tenho dúvidas. Só precisamos da conscientização da população e classe produtiva. Essa é a única maneira.

Imprimir esta matéria