www.gutembergmoura.com.br

31/10/2019 - 09:26

Isolda “fecha os olhos” para servidores e nega reajuste de 16,38% para salários

A deputada estadual Isolda Dantas, do Partido dos Trabalhadores (PT), fecha os olhos para os servidores públicos e vota contra os interesses do funcionalismo. O fato ocorreu na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, da qual a parlamentar petista faz parte.

A CCJ da Alern aprovou esta semana o projeto do Executivo que concede reajuste salarial de 16,38% aos procuradores do Estado. Na mesma ocasião, a Comissão retirou a emenda que estendia o reajuste salarial para todos os servidores públicos do Estado.

Dos membros da comissão, apenas os deputados Alyson Bezerra (Solidariedade) e Coronel Azevedo (PSC) votaram a favor da emenda do deputado Nélter Queiroz (MDB). Os deputados Isolda Dantas (PT), Kleber Rodrigues (Avante), Raimundo Fernandes (PSDB) e Hermano Morais (sem partido) votaram favoráveis à retirada da emenda favorável aos servidores.

O Sindicato dos Trabalhadores da Administração Direta do RN (SINSP-RN) considerado o projeto “discriminatório”  porque atende apenas aos procuradores que fazem parte da “elite” do serviço público. Os procuradores já ganham acima de R$ 30 mil.

Os demais servidores, segundo a entidade sindical, não recebem reajuste salarial há 9 anos. 

Detalhe – A postura da deputada Isolda Dantas, votando contra os interesses dos servidores, é um duro golpe contra o funcionalismo estadual e atropela o discurso da parlamentar em defesa do servidor público. A deputada costuma criticar a política salarial da Prefeitura de Mossoró, mas é capaz de votar contra o reajuste salarial e a melhoria de vida dos servidores do Estado.

Imprimir esta matéria