www.gutembergmoura.com.br

09/07/2019 - 08:12

Fátima culpa União por “caos” na saúde e pede liberação de R$ 200 mi para o RN

Governadora enfrenta desgaste com agravamento da crise nos hospitais públicos, que vem atendimento mal a população

Ao priorizar políticas públicas de minorias e pagamento antecipado de salários dos servidores, a governadora Fátima Bezerra (PT) tem comprometido as finanças do Estado. Como resultado, o que se vê é uma gestão “torta”, focada no atendimento das demandas de determinados setores em detrimento de outros, como saúde pública, mergulhada na crise.

A situação é tão grave, que a governadora já teve de conviver com greves de cooperativas médicas e, mais recentemente, viu o diretor do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), com sede em Mossoró, pedir demissão do cargo. Com isso, Fátima Bezerra passa a enfrentar desgaste político. O caos na saúde do RN tem tirado o sono da governadora, que não consegue solucionar os problemas da área.

Mas afinal de contas, se as verbas carimbadas (obrigatórias) chegam para o Estado, por que o caos vivido no setor? A governadora Fátima Bezerra já tem um culpado: o Governo Federal. Daí, a governadora está cobrando da União, a liberação de R$ 200 milhões em verbas de custeio. Para pressionar a União, Fátima Bezerra reuniu-se com membros da bancada federal, segunda,8.

Na reunão, foi elaborado um plano de prioridades de recursos para a saúde potiguar.  Entre os pleitos ao Governo Federal, Fátima Bezerra pede o ressarcimento aos cofres do Estado de R$ 60 milhões “sequestrados” para o pagamento de ações judiciais. Segundo a governadora, o tema já foi tratado por ela com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Dias Tófolli.

Imprimir esta matéria