www.gutembergmoura.com.br

30/07/2018 - 14:51

O "arranca-rabo" pelo Fundo Eleitoral

Falta de critério para divisão de dinheiro pelos partidos, têm regado conflito de interesses entre candidatos

As eleições no Brasil estão gerando uma "briga de foice" entre os partidos pelo dinheiro do Fundo Eleitoral. Uma "montanha" de dinheiro público para alimentar as campanhas eleitorais.

Com a proibição de doações de empresas privadas, as legendas decidiram priorizar a reeleição de deputados federais e isso tem revoltado os postulantes às Assembleias Legislativas.

A distribuição das verbas dos fundos partidário (R$ 888,7 milhões) e eleitoral (R$ 1,7 bilhão) e do tempo de TV, leva em consideração o tamanho das bancadas federais.

Mas o Tribunal Superior Eleitoral não definiu critérios para o rateio dos recursos dentro de cada legenda. Daí o "arranca-rabo" entre candidatos e partidos. É "briga de cachorro grande".

Imprimir esta matéria