www.gutembergmoura.com.br

08/07/2018 - 08:45

Robinson assume postura de candidato à reeleição e ataca versão de "acordão"

E detona Fátima Bezerra, acusando-a de “trabalhar” contra o Rio Grande do Norte

Durante entrevistas à mídia de Natal, neste fim de semana, o governador potiguar Robinson Faria, do PSD, confirmou para os jornalistas o que todos já sabiam: é candidato à reeleição.

E já constrói o seu discurso de campanha para enfrentar seus adversários, Fátima Bezerra (PT) e Carlos Eduardo Alves (PDT). Para cada um deles, um discurso diferente.

No enfrentamento a Carlos Eduardo, Robinson Faria resgata o discurso do “acordão”. Para ele, ao juntar o mesmo palanque o MDB e o DEM, o pré-candidato pedetista reedita o palanque do “acordão” montado em 2014 para apoiar a candidatura de Henrique Alves.

Com relação a Fátima Bezerra, sua aliada na última eleição estadual, o governador ataca a governadorável petista, acusando-a de “trabalhar” contra o Rio Grande do Norte.

Mas, o maior adversário de Robinson Faria será ele mesmo. A sua administração é mal avaliada e, eleitoralmente, o governador vem sendo um fiasco nas pesquisas eleitorais. 

A seu favor, porém, há o fator “máquina” administrativa. Disputará a reeleição com a “caneta na mão” e, assim, terá enorme jogo de cintura na construção de suas bases eleitorais, o que poderá inseri-lo de forma viável no processo sucessório estadual.

Imprimir esta matéria