www.gutembergmoura.com.br

20/04/2018 - 15:07

Rosalba lança projeto Cidade Iluminada

A Prefeitura de Mossoró lançou, na manhã de hoje, o projeto “Cidade Iluminada”, que tem o objetivo de fazer a substituição de toda a iluminação pública de lâmpadas de vapor de sódio por lâmpadas de led, nos próximos três anos.

A solenidade de lançamento foi realizada na Estação das Artes Elizeu Ventania e contou com a participação da prefeita Rosalba Ciarlini; secretários municipais Aldo Fernandes (Planejamento), Aglair Abreu (Comunicação Social), Benjamin Bento (Saúde), Lahyre Rosado Neto (Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Agricultura e Turismo), Lorena Ciarlini (Desenvolvimento Social e Juventude) e Kátia Pinto (Infraestrutura, Meio Ambiente, Urbanismo e Serviços Urbanos); deputada estadual Larissa Rosado; vereadores Izabel Montenegro, Sandra Rosado e Tony Cabelos; além do secretário executivo de Esporte, Aldo Gondim; e lideranças comunitárias.

Nos próximos três anos, o município fará a substituição de 33 mil luminárias nas ruas avenidas de Mossoró. Entre as vantagens das luminárias de led estão a eficiência, maior capacidade de iluminação, vida útil e, principalmente, a economia. “As luminárias de led consomem a metade da energia das lâmpadas de vapor de sódio”, ressaltou o engenheiro civil Yuri Tasso, servidor municipal e responsável pelo projeto.

Yuri Tasso destacou que a economia gerada com a implantação de led em todo o sistema vai permitir que a Prefeitura de Mossoró possa ampliar e levar iluminação pública para outras áreas, inclusive na zona rural. “A economia também será revertida na modernização do sistema e na implantação de monitoramento de dentro da própria secretaria, quando tomaremos conhecimento de problema na iluminação sem a necessidade de um cidadão para informar a localização do ponto”, acrescentou.

O engenheiro reforçou que o “Cidade Iluminada” faz parte do processo de recuperação do sistema de iluminação pública de Mossoró, que estava com 30% de suas luminárias sem funcionamento no início de janeiro do ano passado. “A prefeita Rosalba assumiu com esse grande problema e, o pior, com o estoque de reposição praticamente zerado”, relatou Yuri Tasso.

O projeto foi exaltado também por representantes da Assembleia Legislativa, Câmara Municipal e lideranças comunitárias.

Imprimir esta matéria