• Blog
  • Perfil
  • Política
  • Gerais
  • Imagens
  • Contato
Enquete


Nenhuma enquete.

Buscar
18.11
09:29

Ninguém acerta dezenas da Mega-Sena e prêmio acumulado é R$ 43,5 milhões

Nenhuma aposta acertou o prêmio principal do concurso 2.098 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite desse sábado (17), no Caminhão da Sorte estacionado na cidade de Nazaré Paulista, no interior de São Paulo.

Foram as seguintes as dezenas sorteadas: 02 - 08 - 18 - 27 - 38 – 60.

Os 85 apostadores que acertaram a quina vão receber, cada um, o prêmio de R$ 33.312,96. A quadra teve 6.551 apostas vencedoras, cada ganhador receberá R$ 617,48.

Com o prêmio acumulado, o concurso 2.099, que será na quarta-feira (21), vai pagar um prêmio estimado em R$ 43,5 milhões, segundo a Caixa. (ebc).
18.11
09:26

Associação Médica critica “retaliação” cubana ao programa Mais Médicos

  • Por: Agência Brasil
Brasília - A Associação Médica Brasileira (AMB) qualificou de retaliação a decisão do governo cubano de romper o acordo firmado com o Brasil no âmbito do Programa Mais Médicos e retirar os intercambistas do país.

Em nota divulgada hoje (17), a AMB diz que o governo brasileiro transferiu “de forma temerária” para Cuba parte da responsabilidade pelo atendimento na atenção básica e que isso deixou o Brasil “submisso aos humores” do governo de outro país. “Os impactos negativos previstos são os que estamos comprovando agora”.

No comunicado, a AMB afirma que o programa foi criado a partir de uma premissa equivocada: a de que não havia médicos em número suficiente no Brasil. O que não existe, segundo a entidade, são políticas públicas que atraiam e fixem esses profissionais nos municípios – sobretudo os menores e os mais distantes dos grandes centros.

“O governo brasileiro acabou lançando mão de importação de mão de obra, trazida numa condição análoga à escravidão: obrigada a abrir mão de mais de 70% do que o Brasil desembolsava e alocada independentemente das condições de trabalho existentes”. lembra a Associação Médica.  

Para a AMB, resolver a questão que envolve a oferta de médicos em locais de difícil provimento ou de difícil acesso não é algo a ser feito por meio de ações paliativas. De acordo com a nota, a  solução definitiva passa pela criação de uma carreira médica de Estado.

Os atuais 458.624 profissionais contabilizados no Brasil atualmente são classificados pela entidade como suficientes para atender às demandas da população. “Essa crise será resolvida com os médicos brasileiros”, destacou a AMB. “Não vamos aceitar esta sabotagem com o povo brasileiro”, conclui o comunicado da associação.
18.11
09:10

OAB Forte: chapa Otoniel/Olívia defende mais respeito às mulheres na advocacia

Tema é prioridade para Otoniel Jr. e Olívia Campos

Dados da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) apontam que o número de mulheres e homens inscritos na instituição é bem semelhante: 543.867 e 570.854, respectivamente. Mas, apesar do aumento na representação, desafios, como discriminação e assédio, ainda fazem parte do cotidiano da mulher advogada.

Em Mossoró, a realidade não é diferente. De tão preocupante, o tema figura entre uma das principais propostas de campanha da chapa OAB Forte, liderada pelos advogados Otoniel Maia e Olívia Campos, candidatos a presidente e vice-presidente, respectivamente, na eleição da OAB Subseção Mossoró.

Providências - A chapa OAB Forte considera o problema inadmissível e, para mostrar que a Ordem ficará formalmente de olho nessa questão, campanhas permanentes serão realizadas para combater o assédio na atividade jurídica, seja de cunho sexual ou moral, entre outras ações.
15.11
09:01

Presidente Izabel propõe fundo para financiar sede própria do Legislativo

Reserva de finalidade específica existe em outras Câmaras

Em discurso na Câmara Municipal de Mossoró, ontem (13), a presidente Izabel Montenegro (MDB) lançou ideia da criação de fundo, a fim de reservar recursos para custear parte da construção da sede própria do Legislativo, cujo terreno foi doado pela Prefeitura, no bairro Nova Betânia.

_A Câmara de Mossoró poderia seguir o exemplo de outras Câmaras no Brasil e fazer projeto de lei, criando um fundo de finalidade específica, para a sede própria. Pelo menos, para começar a obra_, diz a vereadora.

O fundo seria composto por recursos de sobras orçamentárias. “Ao final do ano, ao invés de devolver à Prefeitura recursos, como acontece com certa frequência, a Câmara aplicaria o dinheiro nesse fundo”, explica.

O procedimento, segundo ela, foi tratado no 54º Congresso Brasileiro de Vereadores, promovido pela União dos Vereadores do Brasil (UVB), em Brasília, na semana passada, do qual Izabel Montenegro participou.

Opção - A ideia do fundo seria alternativa, já que a Câmara Municipal de Mossoró é impedida juridicamente de fazer financiamento para obra e aplicações bancárias, o que restringe o leque de possibilidades.

_Vamos amadurecer essa ideia, para que se torne mais uma alternativa de financiamento da sede própria, e que a Câmara Municipal de Mossoró realize esse sonho de décadas, de ter seu próprio prédio_, conclui.
14.11
16:32

Fátima não vai a reunião com Bolsonaro

E evita discurso de "radicalismo" com presidente eleito

A governadora eleita do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), não participou do encontro dos governadores eleitos e reeleitos do Norte com o presidente eleito, Jair Bolsonaro. A reunião aconteceu nesta quarta-feira (13), em Brasília.

A justificativa de Fátima Bezerra para justificar a falta no encontro, foi de que a bancada dos governadores do NE escolheram o governador reeleito do Piauí, Wellington Dias, do PT, para representá-los. A petista, porém, descarta um discurso radical contra Bolsonaro.

Em nota, Fátima Bezerra fala sobre sua disposição de dialogar com o futuro presidente e defender os interesses do povo potiguar. 
  • Nota de Fátima Bezerra:
"Os governadores eleitos e reeleitos do Nordeste decidiram, em fórum próprio, que o governador do Piauí, Wellington Dias, representará os estados da região durante a reunião que ocorrerá nesta quarta-feira (13) com o presidente eleito, Jair Bolsonaro, e o futuro ministro da Fazenda, Paulo Guedes. O chefe do executivo piauiense solicitará, na ocasião, uma nova audiência para que os representantes dos estados nordestinos possam tratar e apresentar as demandas e defender os interesses da região.

A governadora eleita do Rio Grande do Norte, senadora Fátima Bezerra, participará na próxima semana do Fórum dos Governadores eleitos e reeleitos do Nordeste, ocasião em que se desenhará uma pauta em comum a ser apresentada ao presidente da República eleito e equipe.

Fátima Bezerra reafirma a total disposição em dialogar com o futuro Governo da República e defender, como sempre fez, os interesses do povo potiguar".
13.11
16:44

Câmara de Mossoró aprova, em 1º turno, Orçamento do Município exercício 2019

 A Câmara Municipal de Mossoró entrou na fase final de apreciação da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2019, hoje (13), com aprovação do projeto (nº 1204/2018), em primeiro turno, no plenário. A votação conclusiva, em segundo turno, está prevista para próximo dia 21.

A Comissão de Orçamento, Finanças e Contabilidade (COFC), em análise técnica, aprovou 27 emendas dos vereadores à proposta. O plenário referendou a decisão e acrescentou mais uma, após aprovar destaque do vereador Alex do Frango (PMB).

Dessa forma, a Câmara inseriu 28 emendas ao projeto da LOA, acrescentando, no texto final, ações administrativas não previstas na versão original da matéria, de autoria do Executivo. As emendas aperfeiçoam o projeto, com novas demandas da população.

“Parabenizo vereadores pelo ótimo trabalho na apresentação das emendas. Também congratulo o setor de comissões da Câmara pela acurada análise técnica, que norteou a decisão sobre as emendas”, diz o vereador Manoel Bezerra, presidente da COFC.
13.11
09:19

Instituto Paraná: 89,4% dos brasileiros rejeitam aumento do STF, diz pesquisa

Brasília - O Instituto Paraná pesquisou sobre o reajuste dos salários dos ministros do Supremo Federal. E o resultado é, frontalmente, contrário ao reajuste.

De acordo com IP, 89,4% dos brasileiros consideraram "injusto" o aumento salarial dos ministros do STF. O índice aprovado no Senado é de 16%.

Para 91,1% dos entrevistados, os senadores deveriam ter esperado que Jair Bolsonaro assumisse o cargo para votar sobre o aumento (Fonte: Veja).
12.11
16:57

Bolsonaro anuncia ex-ministro de Dilma para presidir BNDES durante sua gestão

O ex-ministro da Fazenda, Joaquim Levy, da gestão Dilma Roussef, do PT, integrará a equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro. Levy presidirá o BNDES (Banco de Desenvolvimento Econômico e Social). 

Levy foi convidado para o cargo pelo futuro ministro da Fazenda, Paulo Guedes.
 
A indicação de Levy põe em dúvida a intenção de Bolsonaro de abrir a “caixa-preta” do BNDES e investigar uma série de contratos "suspeitos" assinados durante a gestão da ex-presidente petista.
12.11
10:14

Inadimplência já atinge a 62 milhões de brasileiros e afeta 3% do crédito, diz BC

  • Por Agência Brasil
Brasília - A taxa de inadimplência ao crédito do sistema financeiro no Brasil chegou a 3,04%, ou em termos absolutos R$ 96,6 bilhões de um saldo total de R$ 3,168 trilhões. Os dados preliminares, relativos ao mês de setembro, são do Banco Central (BC). Os valores não discriminam as contas em vermelho de empresas e pessoas físicas. A inadimplência diz respeito a dívidas em atraso há mais de 90 dias.

A dívida a bancos, operadores de cartão de crédito, financeiras e leasing aflige metade (52%) dos brasileiros com “nome sujo” no Serviço de Proteção ao Crédito, o SPC Brasil. Conforme o birô de crédito, em setembro, 62,6 milhões de pessoas estavam “negativados”. 

O contingente equilave à população da Itália ou pouco menos de um terço da população adulta com 20 anos ou mais - conforme cálculo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Há 209 milhões de brasileiros,194 milhões com idade a partir de 20 anos.
12.11
10:05

Câmara Municipal defende mais leitos de UTI na saúde pública de Mossoró

Em pronunciamento na tribuna da Câmara Municipal de Mossoró, o vereador Raério Emídio (PRB) voltou a cobrar credenciamento de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital São Luiz, para que possa receber pacientes em estado grave pelo Sistema Único da Saúde (SUS).

_Sabemos que a saúde em Mossoró está em situação crítica, gente morrendo à míngua por falta da UTI, e um hospital novo, com vários leitos, sem poder receber pacientes pelo SUS por falta de credenciamento no Ministério da Saúde. É preciso mais sensibilidade das autoridades competentes_, defende.

Reforço - O parlamentar acrescenta que a medida poderia amenizar a superlotação do Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM), onde há filas por leitos de UTI e o atendimento precisa melhorar. Mas, não por culpa dos servidores, os quais, segundo ele, esforçam-se para assistir bem os pacientes. O problema é alta demanda.

© 2009 Gutemberg Moura - A notícia com credibilidade. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Micael Melo