Enviar por e-mail





Todo dia surge um fato novo. A "bola da vez" é a prestação de conta das viagens internacionais feitas pelos parlamentares. Outra vez, o deputado federal Henrique Alves (PMDB) é citado. Ele foi incluído na lista dos deputados que mais viajaram para o exterior nos últimos anos: 13 vezes.

Henrique encaminhou à Câmara Federal relatórios de prestação de contas de viagens feitas ao exterior "clonados". Iguaizinhos aos apresentados pelo deputado Alexandre Santos (PMDB/RJ).

Para justificar uma viagem aos Estados Unidos, em 2008, os dois apresentaram o mesmo texto, sem tirar uma vírgula. A dobradinha, Henrique-Alexandre, foi repetida em outra viagem, em abril do ano passado, à África do Sul. De novo, usaram o mesmo texto para justificar a "missão política".

Um desdém com a "coisa pública".

Lembrando - A "farra das passagens" tornou-se pública com a notícia de que o deputado federal Fábio Faria (PMN) usou bilhetes aéreos de sua cota para bancar viagens da ex-namorada Adrianne Galisteu, da mãe dela, e até  de artistas globais para participarem do Carnatal. A princípio, viagens domésticas. Depois voos mais longos, pagos com o dinheiro do contribuinte.

" />