Enviar por e-mail





A denúncia é do Sinsp que promete ir à Justiça para que governo respeite direito do funcionalismo potiguar

O Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do Rio Grande do Norte (Sinsp/RN) anda uma "arara" com a governadora Fátima Bezerra. A entidade afirma, em nora divulgada pela internet, que o Governo do RN pagou na última sexta-feira (31) a primeira das duas parcelas do 13º salário de 2017 sem os acréscimos de juros e correção monetária.

Segundo a nota do Sinsp, o governo foi intimado pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte a acrescentar correção monetária e pagamento de juros aos salários dos servidores públicos efetuados com atraso, ou seja, depois do último dia de cada mês, conforme obriga a Constituição.

O Sinsp avisa que vai denunciar à relatora do processo na Justiça o descumprimento da obrigação pelo governo e pedir o cumprimento das providências jurídicas cabíveis.

_O sindicato exige que os direitos amparados pela decisão judicial do Tribunal sejam cumpridos. A Constituição estadual determina que os salários dos servidores sejam pagos até o último dia de cada mês_, destaca o Sinsp.

A desembargadora Maria Zeneide Bezerra, do TJ, intimou o SINSP a se pronunciar sobre o assunto, já que existiam informações de que o poder executivo havia sinalizado sobre o pagamento de verba.

Caso o governo descumpra a determinação juducial, a Governadora do RN, Fátima Bezerra, a Secretária Estadual da Administração e Recursos Humanos, Virgínia Ferreira, o Secretário Estadual do Planejamento e das Finanças, José Aldemir Freire, e o Presidente do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado, Nereu Linhares, terão de pagar uma multa pessoal diária de R$ 3 mil.(Informações portal Defato.com)
" />