Enviar por e-mail





Jornalista expõe ponto-de-vista sobre o futuro da gestão Fátima Bezerra e os seus "arredores". Fala, Givva:

A esquerda do RN precisa ser mais econômica quanto à expectativa que está tentando gerar em torno do governo da professora Fátima Bezerra, a instalar-se em 1 de janeiro próximo.

Porque somente um milagre, considerando-se a conjuntura hostil, a impedirá de um desgaste monumental, mesmo antes dos primeiros cem dias se completarem, a ponto do piadista Robinson Faria cantar de felicidade, a despeito de nem toda saudade fazer um samba rock ou de partido alto...

E ainda existe, para completar a arrogância especada na ausência de parcimônia, uma grosa de "adivinhos", figuras carnavalescas, ridículas, grotescas já dizendo o que irá acontecer na sucessão municipal de 2020, como que, por bruxaria, fossem dotados de habilidade a colocar a maré em descompasso com o balanço do mar.

Idiotas fantásticos.
" />