Enviar por e-mail





Estudantes participam da maratona até a próxima terça-feira (10), no Espaço Terroir do Sebrae, para criar protótipos de negócios que tenham impacto social.

Parnamirim – Oitenta e dois alunos de nove instituições de ensino superior do Rio Grande do Norte estão participando de uma competição diferente que associa capacitação, despertar do comportamento empreendedor e estruturação de modelos de negócios capazes de solucionar problemas sociais beneficiar a comunidade. Essa é a proposta da Maratona de Negócios de Impacto Social, que integra a programação do Espaço Terroir do Sebrae, durante a 55ª Festa do Boi. O evento ocorre no Parque Aristófanes Fernandes em Parnamirim.

Até a próxima terça-feira os universitários serão estimulados a desenvolver uma ideia de negócio viável, rentável e, principalmente, que melhore a qualidade de vida de uma comunidade de baixo poder aquisitivo. Com auxílio de monitores, os estudantes estão sendo estimulados a pensar em soluções para resolver os problemas enfrentados nas áreas de educação, segurança e seca. A maratona envolve atividades práticas e palestras que trabalham o comportamento empreendedor, principalmente ampliando a visão para além dos conteúdos técnicos absorvidos na academia e aprendendo a estruturar modelos de negócios com um olhar mais sociais e inclusivo. Um dos palestrantes será do carioca José Luiz de Souza Lima, que nasceu na Rocinha e já chegou a ministrar palestras na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, uma das mais renomadas do mundo.

No primeiro dia da Maratona de Negócios de Impacto Social, os universitários foram divididos em 16 grupos para trabalhar a parte de ideação, com o design da descoberta, fazendo que eles reflitam sobre as principais problemáticas da comunidade nas três áreas apresentadas e como a solução pode ser rentável. No domingo (8), eles terão de apresentar um protótipo de negócio viável. Essa ideia será aperfeiçoada no dia seguinte a partir do modelo Canvas (um método de gerenciamento e planejamento de projeto). No último dia, os alunos terão de fazer um pitch da ideia para a banca avaliadora.
" />