• Blog
  • Perfil
  • Política
  • Gerais
  • Imagens
  • Contato
Enquete


Nenhuma enquete.

Buscar
Untitled Document
31.08
17:06

Temer, presidente do Brasil, de direito

O presidente Temer assina o termo de posse. E inicia uma nova era, em que o Brasil precisa retomar o crescimento e equilibrar suas contas. O seu maior desafio será o de “consertar” uma economia destroçada pela antecessora petista.
31.08
17:00

O "triste" adeus de Dilma Rousseff

Ex-presidente deixa o poder e o seu partido sai do governo após 13 anos. Dilma mantém direitos políticos, mas entra para a história como o segundo presidente a ter o mandato cassado da República do Brasil.
31.08
14:25

Dilma fora; Temer é o novo presidente

Por 61 a 20, Senado aprova impeachment da petista

Um dia histórico. O Senado cassou o mandato da presidente Dilma Rousseff. Por 61 votos a 20, os senadores condenaram Dilma por crime de responsabilidade.

Michel Temer assumirá a presidência, em definitivo, às 16 horas.

Dilma, porém, livrou-se da inelegibilidade por oito anos. A petista perdeu o cargo, mas não os direitos políticos, numa decisão vista como controvertida, no ponto de vista jurídico.

31.08
11:36

Senado vota o impeachment de Dilma

Por 54 votos, a presidente (afastada) Dilma Rousseff, do PT, deverá ser definitivamente cassada do cargo por crimes de responsabilidade. 

 Acompanhe, ao vivo, pela TV Senado, AQUI:

 
31.08
07:45

A campanha de Silveira é "mais forte"

Candidato do PSD à reeleição "ganha" de adversários em agenda de campanha, muito embora números das últimas pesquisas lhe sejam desfavoráveis

Brigando contra o tempo (campanha curta), e contra os números (desfavoráveis, segundo as últimas pesquisas eleitorais), o prefeito de Mossoró e candidato à reeleição, Francisco José da Silveira Júnior (PSD) impõe uma agenda eleitoral "forte", se comparada a dos adversários. 

Pode-se dizer que, em termos de “volume”, a campanha de Silveira Júnior (como o prefeito é conhecido politicamente), "bate" a dos seus concorrentes. Para esta quarta-feira (31), por exemplo, o prefeito-candidato cumprirá uma agenda extensa, de oito compromissos, no decorrer do dia.

Já seus principais adversários, não. Tanto Tião Couto, do PSDB, quanto Rosalba Ciarlini, do PP, terão agendas “tímidas” durante esta quarta. Ambos, gravam programas eleitorais pela manhã e somente no final da tarde é que voltarão às ruas para o contato com os eleitores.
31.08
06:35

Candidatura de Gutemberg homologada

O candidato a prefeito de Mossoró pela coligação “Mossoró Tem Jeito”, Gutemberg Dias, do PC do B, teve o seu pedido de registro de candidatura acatado pela Justiça Eleitoral. 

Dos cinco candidatos, três já recebem “ok” para suas campanhas.

A Justiça Eleitoral ainda se pronunciará sobre as candidaturas de José Moreira (PSDC) e de Rosalba Ciarlini (PP). 

O prazo de julgamento de registros segue até 12 de setembro.
31.08
06:25

Juiz proíbe propaganda eleitoral com carros de som no centro de Mossoró

A Justiça Eleitoral proibiu a propaganda eleitoral por carros de som no centro de Mossoró. A portaria (05/2016 de 24 de agosto) é assina pelo juiz da 33ª Zona Eleitoral, Breno Valério.

A proibição vale para o horário comercial: de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h; e aos sábados, das 8h às 13h. 

A propaganda eleitoral volante fica proibida na área entre as ruas Cunha da Mota, Jerônimo Rosado, Nísia Floresta, Alberto Maranhão e Dix-seuf Rosado (avenida Leste/Oeste).
30.08
19:50

A votação final do impeachment fica para quarta, segundo Lewandoswski

Estadão traz números suficientes à cassação de Dilma Rousseff, do PT

Definido. A votação final do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) ficou para esta quarta-feira, 31. É o que acaba de anunciar, no Senado, o ministro Ricardo Lewandowski.

Os discursos dos parlamentares vão se estender até por volta das 2h30 dessa madrugada. 

De acordo com contagem do portal o estadão.com já há votos suficientes para a cassação do mandato da presidente Dilma. Seriam 55 votos dos 54 necessários (veja imagem do portal).
30.08
18:57

Izabel pede apoio de bancada para instalação de escritório do DNOCS

 Edil do PMDB quer unidade de órgão, em Mossoró

A vereadora Izabel Montenegro (PMDB) cobrou instalação de escritório do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS) em Mossoró, na sessão da manhã desta terça-feira (30). 

De acordo com a parlamentar, um requerimento solicitando unidade do DNOCS em Mossoró já foi feito na sessão da última quarta-feira (24), para ser encaminhada à bancada federal, em Brasília.

_Queremos saber se o requerimento já foi encaminhado. É importante que Mossoró também tenha um escritório, assim como Pau dos Ferros, para atender à população, em especial, às comunidades rurais que enfrentam problemas no abastecimento de água. Se a água é deficitária na zona urbana, imagina nas zonas rurais_, declarou.
30.08
10:14

Ao Vivo - Sessão final do Impeachment

A sessão final terá debate entre senadores e votação final, já na madrugada de quarta-feira, 31. A plenária representa o ato final de um processo aberto na Câmara Federal, em 2015.


 
30.08
09:58

Diário da União publica recondução de Arimatea para cargo de reitor da Ufersa

O Diário Oficial da União desta terça-feira, dia 30 de agosto, publicou a Recondução do Reitor reeleito da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, o professor José de Arimatea de Matos. 

O  documento é assinado pela Presidência da República. A posse acontecerá em Brasília, no Ministério da Educação, em data ainda a ser definida. A universidade tentará agilizar o ato de posse.

O processo contendo a lista tríplice foi encaminhada para o Ministério da Educação no final de abril. O professor José de Arimatea foi reeleito ao cargo de reitor no dia 13 de abril com 47% dos votos.
30.08
08:54

Chegou o dia. Votação do impeachment de Dilma chega à fase final no Senado

Na etapa da discussão, acusação e defesa falarão a senadores. Na sequência, parlamentares poderão discursar. Votação deve ocorrer já na quarta, 31

  • Por Da redação da Veja

O processo de impeachment contra a presidente afastada Dilma Rousseff chega nesta terça-feira à etapa derradeira: os senadores finalmente apresentarão seus votos – e decidirão se Dilma será condenada por crime de responsabilidade, sendo definitivamente apeada do cargo. A previsão, contudo, é que a votação se dê apenas na madrugada ou manhã de quarta. Isso porque a sessão de hoje abrigará as manifestações da defesa e da acusação, além dos discursos dos parlamentares inscritos.

Iniciada a sessão, acusação e defesa têm 1h30 para se manifestar. Trata-se da chamada fase de discussão. Há uma hora para réplica e outra para tréplica. Encerrada essa etapa, cada senador terá a palavra, na ordem da inscrição. Os parlamentares terão 10 minutos cada um para se manifestar. Na sequência, o presidente da sessão, ministro Ricardo Lewandowski, lerá aos senadores um relatório resumido do julgamento, com os argumentos da acusação e da defesa. Depois, dois senadores favoráveis ao impeachment e dois contrários poderão falar por atpe 5 minutos cada. 

Questões de ordem ou manifestações pela ordem podem ser feitas a qualquer momento, por até 5 minutos. O mesmo tempo é concedido para argumentação contrária. O presidente da sessão decide sobre as questões de ordem, não cabendo recurso ao plenário. Pelo acordo estabelecido entre Lewandowski e os senadores, as questões de ordem devem ser apresentadas no início da sessão e, em seguida, o presidente do STF deve decidir acerca de cada uma delas.

Ao longo das horas em que falou, Dilma foi dura com o Congresso e chegou até mesmo a responsabilizar os parlamentares por ter inviabilizado seu governo, com a colocação de pautas-bomba em votação. Como de praxe, nenhum mea-culpa de fato – nem para tentar sensibilizar os senadores. Em alguns dos momentos mais tensos da sessão, Dilma esteve frente a frente com os tucanos Aécio Neves (MG), derrotado por ela nas eleições de 2014, e José Aníbal (SP), seu companheiro de luta armada e a quem conhece há 50 anos. Se com Aécio trocou alfinetadas sobre o pleito, a Aníbal a petista disse estar “estarrecida” com o fato de ele ter antecipado que votará pelo impeachment.

A tropa de choque de Dilma também não perdeu a oportunidade de subir à tribuna. Em um dos mais inflamados discursos, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) afirmou que a política não veste saias. “Ela ainda é um ambiente misógino”. E prosseguiu: “O que nos dá o direito de julgá-la, de apontá-la os dedos, se a crise econômica que assola esse país teve muito desse Congresso?”. Já Lindbergh Farias (PT-RJ) culpou Temer e Cunha pelo processo – e se referiu à sessão da Câmara que aceitou a denúncia como “assembleia de bandidos”.

O presidente em exercício Michel Temer acompanhou o discurso da petista no Palácio do Jaburu, acompanhado do ministro da Casa Civil Eliseu Padilha. Interlocutores de Temer classificaram a fala de Dilma como “fraca politicamente” e avaliam que o discurso não tem o poder de mudar votos. Ainda cedo, chegaram à residência oficial de Temer os ministros da Secretaria Geral, Geddel Vieira Lima, o interino do Planejamento, Dyogo Oliveira, e o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Aroldo Cedraz. Assessores palacianos avaliam que Dilma mostrou nas respostas aos congressistas a sua “crônica incapacidade de verbalizar e construir suas ideias”. Todos se dizem convencidos de que os votos computados anteriormente estão “totalmente preservados”.

Também nos bastidores senadores petistas afirmam que a participação de Dilma foi importante para o registro histórico, mas dificilmente mudará o placar da votação final. Dilma precisa de 28 votos para barrar o impeachment. Na votação que a tornou ré, obteve apenas 21. Aliados do presidente em exercício calculam que cerca de 60 dos 81 senadores vão votar pelo afastamento definitivo da petista.

30.08
05:17

Fafá diz que Mossoró ‘parou’ e precisa de Tião para retomar desenvolvimento

Ex-prefeita reforça palanque de “tucano” juntamente com esposo, Leonardo, e irmãos, empresários Noguchi e Edmur Rosado

A ex-prefeita Fafá Rosado (PMDB) integrou-se à campanha de Tião Couto, candidato do PSDB à Prefeitura de Mossoró. Juntamente com ela, já acompanham Tiãoi o seu esposo, o ex-deputado Leonardo Nogueira e os irmãos, Noguchi e Edmur Rosado.

No seu discurso, Fafá Rosado justificou o seu apoio a Tião Couto, dizendo acreditar que uma vez chegando à Prefeitura, o candidato “tucano” reúne condições de promover a retomada do desenvolvimento econômico de Mossoró.

_ A cidade parou no tempo_, disse Fafá, lembrando que, durante suas gestões, Mossoró esteve entre as 100 Melhores Cidades do Brasil para se morar e trabalhar. “Hoje ninguém fala mais em Mossoró, ninguém quer vir morar em Mossoró”, lamentou.

Ainda na sua fala, a ex-prefeita citou uma série de ações e obras de suas duas gestões na Prefeitura (2005-2012), como por exemplo, a construção de duas UPAs, a implantação do Projeto da Avenida Rio Branco e importantes avenidas, em áreas estratégicas.

Finalizando suas palavras, a ex-prefeita lembrou também da retidão de suas administrações. “Sou uma ex-prefeita de mãos limpas”, citou, referindo-se ao fato de ter administrador Mossoró por oito anos e não ter contra si qualquer processo.
29.08
16:59

Alunos da UERN promovem, dia 8, o 1º Repensando o Direito na OAB/Mossoró

Os estudantes do 10º período de Direito,  Campus Central, promovem no dia 08 de setembro o evento I Repensando o Direito. O evento será realizado na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseção de Mossoró.

O objetivo é provocar reflexões dos estudantes e profissionais sobre o Direito do Trabalho. As inscrições estão sendo feitas na Faculdade de Direito (FAD/UERN) e custam R$ 20,00 (para estudantes) e R$ 40,00 (para profissionais).

O evento começará às 18h30, com a palestra do advogado Igor Campos, presidente da Comissão de Trabalho da OAB/Mossoró, com o tema “Relativização da Coisa Julgada no Processo do Trabalho”. O segundo palestrante da noite será o advogado e professor Jonas Segundo, com o tema “Análise Crítica Sobre Jornada de Trabalho dos Petroleiros”. Às 21h, será a vez do juiz do trabalho Magno Kleiber, com o tema: “Um Olhar Sobre a Terceirização nas Relações de Trabalho”.

Os certificados de 6 horas/aulas serão emitidos pela OAB/Mossoró, que é apoiadora do evento científico. Eles serão enviados via e-mail, logo após o seminário.
29.08
13:52

Senadores avaliam que discurso de Dilma mostra que ela "jogou toalha"

  • Por: Severino Motta - Portal Veja
Parte dos senadores que apoia Michel Temer e que assistem a defesa de Dilma Rousseff avaliam que a presidente afastada ‘jogou a toalha

Segundo eles, o fato de Dilma, mesmo sem insistir no termo golpe, ter utilizado esta temática, seria a senha de que a fatura foi fechada.
29.08
10:18

AO VIVO: Dilma fala aos Senadores

A presidente (afastada) Dilma Rousseff (PT) fala ao senadores, na penúltima etapa do impeachment. Acompanhe ao vivo. 
29.08
07:25

Dilma vai se defender,hoje, no Senado

Depoimento da presidente está marcado para as 9h. Julgamento final do impeachment está marcado para esta terça-feira, 30

O Brasil vive um momento histórico. O processo de afaqstamento da presidente Dilma Rousseff entra na reta final. O penúltimo ato está marcado para esta segunda-feira (30) com o seu depoimento ao Senado, a partir das 9 horas.

 O ex-presidente Lula deve acompanhar o depoimento de Dilma. Dos 81 senadores, 41 já estão inscritos para falar durante a sessão. O julgamento final do impeachment está marcado para esta terça-feira, 30.

A acusação - Dilma é acusada de crime de responsabilidade fiscal nas chamadas pedaladas fiscais e de ter editado decretos para tapar rombos nas finanças do governo, sem autorização do Congresso Nacional. Ela nega. Diz-se vítima de um “golpe” político.

O processo contra Dilma foi aberto na Câmara Federal no final de 2015. Em abril deste ano, a Câmara aprovou a admissibilidade do impeachment por mais de 2/3 dos deputados. No Senado, o processo também foi admitido 2/3, o mesmo quórum para o afastamento final.
29.08
07:17

Defesa de Rosalba vai à Justiça e Contesta pedidos de impugnação

A defesa da candidata Rosalba Ciarlini (PP) já ingressou na Justiça Eleitoral de Mossoró com ações de contestações aos pedidos de impugnação de sua candidatura. 

Os pedidos foram apresentados pelos candidatos Tião Couto (PSDB) e Silveira Júnior (PSD). 

Os adversários alegam que Rosalba está “inelegível” e tentam embargar o registro de sua candidatura. A defesa dela descarta irregularidades, afirmando que a candidata possui todas as certidões exigidas pela legislação eleitoral, o que a tornaria livre para disputar a eleição.

A palavra final caberá ao juiz Breno Valério, titular da 33ª Zona Eleitoral de Mossoró.
28.08
13:27

Tião Couto passa no teste das ruas e realiza a maior carreata da campanha

Em Mossoró, candidato do PSDB, ao lado do vice Jorge do Rosário, ao lado do povo, durante mobilização política

Surpreendente. Assim pode ser definida a carreata do candidato à Prefeitura de Mossoró, Tião Couto (Tião da Prest), do PSDB, na noite deste sábado, 27.

A carreata mobilizou milhares de pessoas, despertando motivação dos eleitores, ao longo do seu percurso, iniciado no bairro do Aeroporto.

A mobilização terminou no bairro Lagoa do Mato. Participaram da carreata, o candidato a vice-prefeito, Jorge do Rosário, e a ex-prefeita Cláudia Regina, do DEM.
28.08
10:57

Um "presente de grego" para Mossoró

Doze presos do Acre trazidos para presídio federal

O Presídio Federal em Mossoró receberá 12 presos oriundos do estado do Acre. A transferência dos detentos foi motivada por uma série de ataques aquele estado informou o portal G1 do Acre.

Eles cumpriam pena no presídio Francisco D’Oliveira Conde, em Rio Branco, e foram transferidos na última sexta-feira, 26, pelo Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC).

Segundo a reportagem do portal acreano, a transferência teve início na madrugada da sexta. Os presos foram trazidos para a unidade prisional federal em um avião da Polícia Federal. (Defato.com).

© 2009 Gutemberg Moura - A notícia com credibilidade. Todos os direitos reservados

Desenvolvimento: Micael Melo